Home / Noticias / Dicas para evitar furtos em sua empresa

  • netsharewp
  • 1078 Views
  • 0 Comment
  • No tags

Sua empresa pode estar sendo furtada por funcionários desonestos! Não se assuste, mas você pode estar sendo furtado todos os dias. Você deve estar se perguntando, mas como?
Segundo o especialista Tvya Amsel, Phd em Ciências Criminais, “quase todo negócio é vítima de furto em algum nível da estrutura organizacional e a  maior parte dos furtos por funcionários não é detectada pela gerência. Alguns furtam o máximo possível, e não param até serem pegos”, conclui o especialista.

Mas o que leva um funcionário a praticar um furto dentro da empresa? E quais são os tipos? Como a empresa pode ter uma maior segurança no local de trabalho? Qual o impacto que isso terá no lucro da empresa?

Primeiramente, esse problema pode resultar em um grande impacto financeiro no negócio, podendo acabar quebrando a empresa dependendo do tipo de fraude realizada.

Veja alguns exemplos de furtos ou fraudes: Furto de mercadorias (vão desde material de escritório até mesmo produtos da linha de produção ou do estoque a serem distribuídos), despesas superfaturadas, falsificação de recibos ou notas cobrando um valor do cliente e registrando outro inferior ou superior, falsos fornecedores, vender o produto e embolsar o dinheiro antes de ser registrado, folhas de pagamento de salário para empregados fantasmas, venda de informações internas, desvio do estoque, furto de cargas, etc.

Os motivos que levam um funcionário a fazer este tipo de coisa são muitos: desmotivação, maus tratos por parte do patrão, vingança, ganância, oportunidade, necessidade etc. O executivo ou gerente da empresa deve ficar atento com mercadorias sumindo, desfalque no caixa, despesas de frete inadequadas, depósitos bancários diários que não correspondem aos recibos, grandes transações e cheques sem fundo que são aceitos com frequência por um funcionário específico.

Veja o que fazer para você, sua empresa ou negócio ter maior segurança:

– Cuidados na hora de contratar um funcionário;

– Controlar os cartões de créditos da empresa;

– Revisar extratos bancários mensalmente;

– Documentar todos os relatórios, saídas e entradas e todas as despesas;

– Controlar quem assina cheques;

– Conferir todos os gastos na prestação de contas, assim como as notas fiscais;

– Realizar auditorias constantes e periódicas.

Lembre-se: De acordo com o Tvya Amsel, é importante criar fundamentos para inibir/diminuir a tentação e aumentar a conscientização dos colaboradores.

Fonte: DicaSeg.com

Outros parceiros
NOVIDADES
Receba nossas novidades direto em seu email!
NOSSOS CLIENTES