Home / Noticias / Como aumentar a segurança do seu condomínio

  • netsharewp
  • 1115 Views
  • 0 Comment
  • No tags

Os condomínios verticais sempre foram considerados como seguros, mas nos últimos anos têm sido alvo dos criminosos, são os famosos “arrastões”. Os principais prédios escolhidos são os condomínios de luxo. A sensação de que os condomínios eram seguros acabou e a vulnerabilidade nos procedimentos de segurança dos edifícios facilitam a entrada dos criminosos. O que mais assusta é que, em 90% dos casos, não são necessários planos extraordinários para entrar pela portaria e render o porteiro e depois os moradores.

O método usado na maioria das vezes é o disfarce dos criminosos (entregadores de pizzas, de flores, carteiros, supostos compradores ou corretores de imóveis, carros iguais aos dos moradores, carros iguais ao da empresa de segurança do condomínio, etc.). Em alguns edifícios, só o fato de você posicionar o carro na entrada já faz o porteiro acionar a abertura dos portões por medo de levar uma bronca e sem saber quem está entrando.

Os ladrões que antes roubavam bancos, cargas e até mesmo realizavam sequestros, migraram para essa nova modalidade de crime. Antes de atacarem, as quadrilhas coletam o máximo de informações sobre a rotina dos moradores e dos funcionários.

Investir na segurança eletrônica para proteger seus moradores é o 1º passo, mas não adianta tanta tecnologia sem treinar e preparar o porteiro e demais funcionários. Não podemos esquecer a conscientização de todos os moradores para que respeitem os procedimentos implantados na portaria. Veja o que mais pode ser feito para a melhoria da segurança de seu condomínio:

Moradores:

– As encomendas devem ser retiradas na portaria;

– Não deixe chaves na portaria. Empregados só devem ter cópia da chave que dá acesso à porta de entrada;

– Não deixe as chaves ou o carro aberto na garagem;

– Quando for contratar empregados para trabalhar no prédio ou no seu próprio apartamento, procure referências, cópias de documentos e antecedentes criminais;

– Avise a portaria quando for receber visitas, encomendas ou algum tipo de prestação de serviços.

Portaria:

– Permaneça sempre no interior da guarita;

– Os portões do prédio só devem ser abertos depois que os moradores forem identificados e o porteiro se certificar de que não há suspeitos por perto;

– Combine uma senha, como piscar os faróis ou fazer contato telefônico com a portaria;

– Visitantes ou prestadores de serviços só podem ter acesso após autorização do morador;

– Os porteiros podem combinar códigos ou senhas para que o morador saiba que o porteiro ou o zelador foram rendidos e estão sendo forçados a usar o interfone ou bater à porta do seu apartamento.

Tecnologia/Equipamentos:

– Antes de gastar dinheiro com equipamentos de última geração, deve ser feita uma análise das características e dos pontos vulneráveis que oferecem facilidades para uma ação criminosa;

– Antes de contratar uma empresa particular de segurança, é importante checar a sua idoneidade na Polícia federal;

– Para ficar bem protegido, um condomínio deve ter, no mínimo, muros altos, sensores e alarmes nos portões e muros, botão de pânico em guaritas blindadas, deve também possuir circuito fechado de TV com gravações de imagens.

Lembre-se: Não adianta ter os melhores equipamentos de segurança e não ter um bom treinamento profissional do porteiro e do zelador. O fator humano é o principal e fundamental para a segurança do lugar.

Fonte: DicaSeg.com

Outros parceiros
NOVIDADES
Receba nossas novidades direto em seu email!
NOSSOS CLIENTES